20Por Lígia Velozo Crispino* |

Todo recrutador, brasileiro ou estrangeiro, adora falar em soft ou hard skills. Professora de inglês explica o significado desses termos e dá exemplos.

Em qualquer processo seletivo, os recrutadores sempre buscam por dois grupos de habilidades: hard skills soft skills. Esses dois termos em inglês têm sido usados por vários profissionais de RH que trabalham em multinacionais e acabam incorporando os jargões estrangeiros.

Mas o que significam esses termos, exatamente? Se você quer estar antenado com esses jargões e preparar seu vocabulário para entrevistas em inglês, veja abaixo algumas dicas do site The Balance.

O que são hard skills? (habilidades técnicas)

São habilidades que podem ser aprendidas e facilmente quantificadas. Em outras palavras, elas são tangíveis. Você aprende hard skills na sala de aula, com livros e apostilas, ou até mesmo no trabalho. Elas são avaliadas durante os processos seletivos e comparadas com as dos outros candidatos. Alguns exemplos:

A degree or certificate (graduação ou certificado)

Accounting (contabilidade)*

Carpentry (carpintaria)

Construction (construção)

Editing (edição)

Engineering (engenharia)

Finance (finanças)

Healthcare (cuidado com a saúde)

Information technology (tecnologia da informação)

Law (direito / leis)

Machine operation (operação de máquina)

Manufacturing (produção)

Mathematics / Math

Mechanics (mecânica)

Nursing (enfermagem)

Proficiency in a foreign language (proficiência em idioma estrangeiro)

Project management (gestão de projetos)

Programming (programação)

Research (pesquisa)

Teaching (ensino)

Translation (tradução)

Web design

Writing (escrita)

*Não misturar com accountability que quer dizer responsabilidade ética, ou seja, é uma soft skill.

Essas habilidades podem ser mencionadas na carta de apresentação ou de introdução (cover letter) e no seu CV (resumé).

Soft skills (habilidades comportamentais)

São competências subjetivas, muito mais difíceis de avaliar. Também são conhecidas como people skills (habilidades com pessoas) ou interpersonal skills (habilidades interpessoais), porque elas estão relacionadas à sua forma de se relacionar e interagir com as pessoas. Alguns exemplos:

Attitude (atitude)

Communication (comunicação)

Conflict resolution (resolução de conflitos)

Creative thinking (pensamento criativo, alternativa: creativity – criatividade)

Critical thinking (pensamento crítico)

Decision making (tomada de decisão)

Empathy (empatia)

Ethics (ética)

Flexibility (flexibilidade, alternativa: resilience – resiliência)

Leadership (liderança)

Motivation (motivação)

Networking (rede de contatos ativos)

Patience (paciência)

Persuasion (persuasão)

Positivity (positividade)

Problem solving (solução de problemas)

Teamwork (trabalho em equipe)

Time management (gestão do tempo)

As soft skills são características da personalidade (personality traits or characteristics) que afetam os relacionamentos no ambiente corporativo e por consequência a produtividade da equipe.

Mesmo havendo a demanda por habilidades técnicas para preenchimento de vagas, os recrutadores buscam candidatos que tenham habilidades comportamentais específicas. Isso acontece porque é muito mais fácil para a empresa treinar uma competência técnica do que uma comportamental.

Ao falar sobre suas soft skills em entrevistas, procure sempre exemplificá-las. Veja a comparação abaixo:

InadequadoI have leadership skills. (Eu tenho habilidade de liderança.)

AdequadoAt my role at Company XYZ, I steered the sales team to record numbers, creating a bonus structure that generated consistent results. (Em minha função na empresa XYZ, eu conduzi o time de vendas a números recordes, criando uma estrutura de bônus que gerou resultados consistentes.) 

Uma última dica importante ao enviar seu CV: não se esqueça de ler a descrição da vaga (job description) cuidadosamente a fim de entender quais habilidades a empresa está buscando nos candidatos (candidates or applicants).

(*) Lígia Velozo Crispino é fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas. É coautora do Guia Corporativo Política de Treinamento para RHs e autora do livro de poemas Fora da Linha e organizadora do Sarau Conversar na Livraria Martins Fontes.

Fonte – Porta Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *